Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial ImprensaImprensa NotíciasNotícias Página InicialLeilão da Ferrovia Norte-Sul renderá R$ 2,7 bilhões ao Governo Federal
Quem Somos
Acesso à Informação
Produtos
Governança
Imprensa
Fale Conosco

Leilão da Ferrovia Norte-Sul renderá R$ 2,7 bilhões ao Governo Federal

28 de março de 2019

Leilão da Ferrovia Norte-Sul renderá R$ 2,7 bilhões ao Governo Federal

O consórcio Rumo S.A arrematou o leilão da Ferrovia Norte-Sul (FNS) pelo valor de R$ 2.719.530.000 bilhões, o que representa um ágio de 100,29% sobre o lance mínimo de R$ 1.353.550.000,00.

A sessão pública, realizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em São Paulo, na B3, contou com a presença do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, do diretor-presidente da EPL, Jorge Bastos, do diretor de planejamento da empresa, Adailton Cardoso Dias, e do diretor de gestão, Arthur Lima, além de autoridades da ANTT e do Governo de Goiás, entre outros.

A Estrada de Ferro 151 (EF-151), com um trecho de 1.537 quilômetros que liga Estrela d´Oeste (SP) a Porto Nacional (TO), foi projetada para se tornar a espinha dorsal do transporte ferroviário do Brasil, integrando o território nacional e contribuindo para a redução do custo logístico do transporte de carga no país.

Com investimentos previstos de R$ 2,8 bilhões e prazo de concessão de 30 anos, sendo vedada a sua prorrogação, a construção da Norte-Sul vai permitir escoar a produção nacional tanto pelo Porto de Itaqui (Maranhão) como pelo Porto de Santos (São Paulo). A estimativa é que, ao final da concessão, o trecho ferroviário possa capturar uma demanda equivalente a 22,73 milhões de toneladas.

O Ministro Tarcísio Gomes de Freitas disse que estamos vivendo um dia histórico, que representa a retomada da jornada ferroviária no Brasil.

“Essa realização do governo vai impulsionar o desenvolvimento de Goiás, do Tocantins e será transformadora para a logística do país."

Diante da importância do assunto e da contribuição da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) para o projeto, a Diretoria Executiva agradeceu a atuação dos profissionais que de algum modo aperfeiçoaram a atuação da empresa na elaboração dos estudos para concessões.