Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial ImprensaImprensa NotíciasNotícias Página InicialEPL inicia estudos para fim de concessão em ponte binacional
Quem Somos
Acesso à Informação
Produtos
Governança
Imprensa
Fale Conosco

EPL inicia estudos para fim de concessão em ponte binacional

13 de novembro de 2020

EPL inicia estudos para fim de concessão em ponte binacional

A Empresa de Planejamento e Logística (EPL) fechou acordo com o Ministério da Infraestrutura para realizar os estudos de encerramento do contrato internacional de concessão da Ponte da Integração, que liga as cidades de São Borja, no Rio Grande do Sul, e Santo Tomé, na Argentina. O ativo integra importante rota de comércio entre os dois países, especialmente da indústria automotiva.

A EPL será responsável por instruir a posição do Brasil na análise econômico-financeira que viabilizará o encerramento das atividades da concessionária. Os trabalhos contarão com o apoio de diversos órgãos e entidades da administração pública que atuam na fronteira. As informações também servirão de subsídios para a Delegação de Controle da Ponte (Delcon), grupo com representantes dos dois países que supervisionam a operação do empreendimento.

Kick-off - O trabalho será iniciado na próxima terça-feira (17) com uma visita técnica de representantes da EPL e do Ministério da Infraestrutura ao Centro Unificado de Fronteira (CUF) e ao Complexo Alfandegário e Aduaneiro. A região consiste na área sediada do lado argentino, próximo à ponte, e serve como ponto de controle de ingresso e saída de pessoas, mercadorias e meios de transporte, bem como para a prestação de serviços correlatos.

A proposta de construção de uma ponte sobre o Rio Uruguai foi oficializada em 1989, quando Brasil e Argentina assinaram um acordo binacional. A concessionária Mercovia S.A foi responsável pela construção da ponte e responde pela operação do empreendimento desde a sua inauguração, em 1997.