Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial ImprensaImprensa NotíciasNotícias Página InicialEstudos da EPL embasaram edital para subconcessão da FIOL
Quem Somos
Acesso à Informação
Produtos
Governança
Imprensa
Transparência e Prestação de Contas

Estudos da EPL embasaram edital para subconcessão da FIOL

16 de dezembro de 2020

Estudos da EPL embasaram edital para subconcessão da FIOL

O edital para a subconcessão do trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) entre as cidades de Ilhéus e Caetité, na Bahia, foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (16). O leilão está previsto para abril de 2021. A FIOL  encontra-se concedida à VALEC – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.

A EPL revisou e fez a análise técnica dos estudos originais para o projeto, que foram iniciados pelo Governo da Bahia. O trabalho, realizado em parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), também envolveu um novo estudo de demanda para a ferrovia. O documento detalha qual é o potencial do empreendimento para a movimentação de cargas e aponta que a composição será predominantemente de minério de ferro, produzido na região de Caetité, além de grãos agrícolas e carga geral. A estimativa é de que sejam transportadas 8,4 milhões de toneladas nos primeiros anos de operação, podendo chegar a 41,2 milhões de toneladas em 2035. 

Com base nos estudos realizados pela EPL, foram estimados investimentos de R$ 5 bilhões na ferrovia ao longo dos 35 anos da concessão. A maior parte do montante será aplicada nos primeiros cinco anos de contrato. A expectativa é que sejam gerados mais de 65 mil empregos

O projeto

Com 537 quilômetros de extensão, o corredor logístico vai permitir, neste primeiro momento, o escoamento para o mercado externo do minério de ferro do sudoeste baiano por meio do futuro Porto Sul, em Ilhéus. O plano de extensão ainda prevê uma segunda concessão entre Caetité/BA e Barreiras/BA, visando a produção de grãos do oeste baiano, havendo a possibilidade de integração com a Ferrovia Norte-Sul, indo ao encontro do objetivo de integração das malhas ferroviárias e melhora das condições logísticas do país.

De acordo com o edital, o leilão ocorrerá na modalidade de concorrência com participação internacional. O critério de julgamento será o maior valor de outorga fixa, com lance mínimo de R$ 32,7 milhões.