Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial ImprensaImprensa NotíciasNotícias Página InicialCom projetos estruturados pela EPL, governo leiloa áreas portuárias
Quem Somos
Acesso à Informação
Produtos
Governança
Imprensa
Fale Conosco

Com projetos estruturados pela EPL, governo leiloa áreas portuárias

27 de março de 2019

Com projetos estruturados pela EPL, governo leiloa áreas portuárias

O Governo Federal realizou, na última sexta-feira, o leilão de arrendamento de três áreas portuárias em Cabedelo, na Paraíba, e uma em Vitória, no Espírito Santo. O pregão, ocorrido na sede da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), superou as expectativas iniciais e vai render R$ 219,5 milhões. Esse foi o segundo leilão de concessões na gestão do presidente Jair Messias Bolsonaro.

No dia 05 de abril, mais seis terminais de granéis líquidos serão ofertados à iniciativa privada, todos no estado do Pará.

Os dez terminais portuários tiveram os estudos para concessão estruturados pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL).

Em seu processo de estruturação de projetos, a EPL adota uma visão multimodal, pensando na logística brasileira como um todo, em linha com os planos do governo para o setor.

Em entrevista concedida na Bolsa de Valores logo após o leilão das primeiras quatro áreas, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, falou sobre a importância da empresa nesse processo.

“A EPL tem se notabilizado pela estruturação de projetos de concessão. Ela foi responsável pela estruturação dos projetos desses terminais portuários e está atuando fortemente na estruturação de projetos de rodovias”, disse.

Outro papel importante realizado pela EPL está na busca pela paridade entre todos os participantes envolvidos nos leilões. Com uma visão de governo e o desenvolvimento de estudos robustos, a empresa segue as premissas de planejamento ao mesmo tempo em que torna o projeto atrativo para o mercado.

De acordo com o ministro da Infraestrutura, o resultado do leilão reafirma a confiança do mercado na condução da política econômica pelo governo do presidente Bolsonaro.