Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial ImprensaImprensa NotíciasNotícias Página InicialAudiência pública apresenta projeto da EPL para terminal no Ceará
Quem Somos
Comissão de Ética
Estatuto Social Galeria de Diretores
Gestão de Pessoas
Lei Nº 12.743 - Criação da EPL Missão, Visão e Valores Estrutura Organizacional
Rol de Responsáveis
Colegiados (COAUD, CONFIS e COELE)
Regimento Interno Regulamentos Internos
Acesso à Informação
Produtos
Governança
Imprensa
Transparência e Prestação de Contas

Audiência pública apresenta projeto da EPL para terminal no Ceará

06 de julho de 2020

apeplptc

Nesta segunda-feira (06), a Empresa de Planejamento e Logística (EPL) participa da audiência pública para receber contribuições para o processo arrendamento do terminal portuário MUC01, na cidade de Fortaleza (CE)

A EPL foi responsável por realizar os estudos técnicos que embasam o modelo adotado para o leilão. O trabalho será detalhado durante a audiência, onde também serão apresentados os prazos e investimentos necessários no terminal.

Os interessados em se manifestar na audiência devem ser inscrever pelo aplicativo de mensagens “Whatsapp” no número (61) 2029-6940. O período de inscrição vai até às 14h. As contribuições podem feitas pelo aplicativo por meio de mensagens de texto, áudio ou até mesmo por vídeo.

A sessão virtual será realizada pela plataforma Microsoft Teams. Toda a sessão virtual será transmitida via streaming, gravada e disponibilizada no canal da ANTAQ no “Youtube”. O link da transmissão é: https://youtu.be/a75DyhQVUHg

Conheça o terminal:

Com 6.000m², a área do Porto Organizado de Fortaleza denominada MUC01 é destinada à movimentação e armazenagem de granéis sólidos vegetais, especialmente trigo em grãos. Os investimentos previstos a serem feitos pelos arrendatários ao longo dos 25 anos do contrato somam R$ 56,7 milhões. O valor global do contrato/receita bruta total é de R$ 516,6 milhões. Os futuros arrendatários do terminal pagarão à autoridade portuária pelo uso da área o valor mensal de R$ 63.231,54 e mais R$ 1,54 por tonelada movimentada.