Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial ImprensaImprensa NotíciasNotícias Página InicialEPL apresenta estudos para arrendamento de terminais portuários no Pará
Quem Somos
Acesso à Informação
Produtos
Governança
Imprensa
Fale Conosco

EPL apresenta estudos para arrendamento de terminais portuários no Pará

21 de outubro de 2020

Audiência pública apresenta projeto da EPL para terminais portuários no Pará

A Empresa de Planejamento e Logística (EPL) participou da audiência pública que recebeu as contribuições para o processo de arrendamento de dois terminais no porto de Vila do Conde (PA), VDC 10 e VDC 10A. A EPL foi responsável por realizar os estudos técnicos que embasam o modelo adotado para o leilão.

Durante a abertura da sessão, o diretor-presidente da EPL, Arthur Lima, ressaltou a importância do projeto, que tem previsão de atrair mais de R$ 350 milhões em investimentos. 

"Mais uma vez, a EPL está envolvida em projetos para o desenvolvimento nacional. Em 2020, a empresa já participou de mais de 10 audiências públicas para o arrendamento de terminais portuários. Esse trabalho contribui para a continuidade do programa de concessões do Governo Federal".

Na audiencia, os técnicos da EPL detalharam os estudos de viablidade técnica e ambiental.  Também foram apresentados os prazos para a realização dos investimentos necessários nos dois terminais. 

Destinado a movimentar e armazenar granéis sólidos minerais como carvão mineral, alumina e bauxita, o terminal VDC 10 possui uma área total de 98.837 m². Já o terminal VDC 10A possui área total de 90.190 m² e é voltado para movimentação de granéis líquidos, especialmente soda cáustica. O projeto da EPL prevê a construção de novos galpões de armazenamento, ampliação da estrutura do píer, aquisição de equipamentos e outras melhorias na infraestrutura necessárias para operação dos terminais.

Toda a audiência foi gravada e está disponível no canal da ANTAQ no “Youtube”.